Home Itacoatiara Depois de Itacoatiara, Rio Preto da Eva quer distrito agroindustrial

Representantes do município de Rio Preto da Eva, a 79 quilômetros de Manaus, foram à Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) nesta terça, dia 10, em busca de apoio para implantação de um distrito agroindustrial.

O grupo já teria procurado a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e agora vai ao Governo do Estado na articulação do município para a concretização do plano.

O projeto, que já estaria concluído, pretende levar alternativas econômicas para a cidade da região metropolitana de Manaus.

De acordo com documento apresentado pelos representantes do município, o distrito agroindustrial será um modelo econômico de desenvolvimento regional sustentável para gerar emprego e renda.

A ideia é explorar as potencialidades do município em biojoias, extratos naturais, óleos vegetais e fitoterápicos, cultivo de banana, açaí, laranja, mandioca e outras frutas, criação de suínos, bovinos, aves e peixes, além da pesca natural, e movelaria.

Um dos deputados procurados pela delegação de Rio Preto da Eva foi Adjuto Afonso (PDT), que prometeu ajuda para a execução do projeto.

Ele disse que é favorável à descentralização da economia, hoje concentrada em Manaus por conta do polo industrial.

“Sabemos do potencial de Rio Preto da Eva, sem dúvida tem uma agricultura forte, várias estradas vicinais e com esse distrito implantado, vamos gerar muito emprego para aquela região. Manaus será abastecida, com a sua produção e, o mais importante disso, é a economia diversificada, a exemplo de outros estados”, disse Adjuto.

O parlamentar se comprometeu ainda em apoiar o município via frentes parlamentares de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais e do Cooperativismo.

Adjuto pediu apoio dos demais deputados para inserir o projeto de Rio Preto da Eva no orçamento do governo para 2020.

Foto: Ney Xavier/ALE-AM

Deixe uma mensagem