Assim como Manaus FC, Nacional, Iranduba e 3B, o Fast Clube também participa de uma competição nacional neste ano. A equipe, ao lado do Naça, é um dos representantes do estado na Série D do Brasileiro e aguarda, desde a paralisação do futebol em março, uma data da CBF para se para o torneio.

Sem o Campeonato Amazonense, que chegou ao seu fim ainda em março, o clube paralisou suas atividades ainda em março. Preparamos uma linha do tempo das principais medidas tomadas pelo clube nesses dois meses de paralisação. Confira:

Março

  • Dia 19: Por conta de suspensão do estadual, Fast paralisa treinos até segunda ordem, diz presidente. Decisão foi tomada após reunião da diretoria. Clube é o primeiro a anunciar medida após a paralisação de 15 dias do Campeonato Amazonense, em decorrência do Novo Coronavírus.
  • Dia 26: Wladimir Araújo segue no Fast e aguarda volta das atividades para a Série D: “Ficou tudo acertado”. Treinador comandou o Rolo Compressor na disputa do Campeonato Amazonense. Com o fim da competição, aguarda junto com o clube a posição da CBF sobre a quarta divisão.

Abril

  • Dia 6: Fast é beneficiado com ajuda financeira da CBF em um pacote de R$ 19 milhões, repassados aos clubes das quatro divisões. O Tricolor de Aço recebeu uma ajuda de R$ 120 mil.
  • Dia 6: VP do Fast diz que ajuda de R$ 120 mil da CBF ameniza, mas clube espera definição da Série D. Rolo Compressor é um dos representantes do Amazonas na quarta divisão e faz parte de um pacote de ajuda R$ 19 milhões da entidade, que destinará recurso também para federações.
  • Dia 28: Tendência? Fast rescinde o contrato de Luizão, Rangel e mais 12 atletas da equipe profissional. Zagueiros Guilherme Moller, Alisson e Juninho Caliari estão entre os que não fazem mais parte do grupo. Clube chegou a receber R$ 120 mil da CBF por conta da pandemia do coronavírus.
  • Dia 29: Rangel explica que rescisões no Fast estavam previstas e indica: “Fariam outro contrato”. Goleiro é um dos 14 atletas que tiveram o nome rescindido no BID da CBF. Rolo Compressor é um dos representantes do Amazonas na Série D, que ainda não tem data para iniciar.
  • Dia 29: Fast divulga no BID a rescisão de William Sarôa, Marco Goiano e mais quatro jogadores. Além da dupla, laterais Ítalo, Emerson e Arthur, e atacante Raylson também tiveram seus contratos finalizados. Clube, que disputará a Série D, havia rescindido com outros 14 na sexta.

Maio

  • Dia 3: Ex-massagista do Fast é a primeira vítima fatal de Covid-19 no futebol amazonense; clube lamenta. Osmar Cardoso trabalhou por cinco anos na equipe profissional e na base do Rolo Compressor, que emitiu nota de pesar: “Nos solidarizamos com o sofrimento dos familiares e amigos”.
  • Dia 17: Carlinhos Rocha tem rescisão publicada no BID e é o 21º atleta desvinculado durante pandemia. Fast já havia rompido contrato com 20 jogadores durante pandemia do coronvírus. Rescisões foram tratadas, e parte dos jogadores ficaram apalavrados para voltarem à Série D.

Fonte: Globo Esporte AM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui